quinta-feira, 2 de julho de 2009

Expressividade, sinais e mais coisas acho...

quinta-feira, 2 de julho de 2009
A efusão de pensamentos borbulha cabeça afora e não tem como evitar, na verdade nem quero... Afinal, quanto mais me expresso, mais vontade de expressar tenho, e o diagnóstico da história é :
- Sou um expressivo crônico!
Tenho percebido que minhas inquietudes podem ser produtivas ao invés de amansadas. As inquietudes viram doença, se não nos permitimos falar com tudo a que temos direito.Temos em nós a obrigação - ainda que velada - de sermos sempre conexos, e isso é um saco!. Aliás um verdadeiro chute nele ou para a parte feminina entender... um soco nos peitos. Reza a lenda que é a comparação mais correta, bem nunca saberemos, porque ou se tem um ou o outro. Peito de homem é diferente - graças a Deus! muita coisa pendurada junta deve fazer mal pra coluna, apesar de que me lembrei de algo:
- Não sei se peito de travesti dói igual ao das mulheres, mas vá saber?! a ciência evoluiu tanto que pode produzir facim, facim um peitão dolorido de silicone ou coisa que o valha.
Falando nisso, em expressar-se com tudo o que se pode e de peitos, lembrei-me de um filme que sempre passava nas sessões da tarde - no tempo que existia tarde - o filme chamava-se "Elvira a rainha das trevas". Engraçado lembrar da performance que ela fazia no final, usando uns penduricalhos na ponta dos peitos e fazendo malabarismos com estes, que se moviam na direção horário e anti simultaneamente. Depois cada um ia pra um lado em movimentos opostos, algo que só mesmo alguém que tem muito peito pode fazer. Não dava nem pra moleque erotizar de tão "Du Soleil” que era. Se fosse tentar mais tarde - em alguma aventura solitária- iria ficar tonto pensando naquelas bolonas girando indiscriminadamente.
Admiro quem se expressa com facilidade - uma vez peguei um ônibus e fiquei sentado ao lado de dois caras surdos que conversavam com linguagem de sinais

(LIBRAS). Quase enlouqueci de tanto que eles falavam! era sem parar. Um deles que era do tipo gozador e contava umas piadas com mãos de maestro, fazia o outro quase rolar de gargalhadas silenciosas, e eu ali... me sentindo excluído, invejoso por não poder rir do que eles compartilhavam...
Embora, algumas vezes tivesse a nítida impressão de que eu era o alvo de muitas daquelas risadas pois deviam sacar que só eles e a Xuxa sabem linguagem de sinais.

- Sim,
acreditem! surdos também podem ser malvados.
Sei que no final já estava com os "ouvidos ?? " doendo por causa daqueles tagarelas. Enfim como em tudo nessa vidinha maomeno: expressividade demais também sobra. Especialmente quando a pessoa que está ao lado não sabe a bendita linguagem de sinais – daqueles sinais pelo menos, na verdade quase usei alguns que eu sei - e está totalmente indefesa e terrivelmente curiosa, aliás mais curiosa do que indefesa .

Já me disseram que eu canto com o corpo também - que bom, isso me deixa muito feliz! pois com a alma eu tenho certeza. E se o corpo não acompanhasse a expressão interior... me sentiria uma marionete de mim mesmo.

*Libras (Linguagem Brasileira de sinais)

* Obrigadão Nathália pela hipermegaforça no novo Layout do Blog...vc é felomenal!!



22 contribuições para o avesso do Blog:

Nanda Assis disse...

custei a saber qual era o blog, ta diferente.

bjossss...

Dama de Cinzas disse...

Não creio que me expresse demais, apenas penso demaaaaais, tanto que chega até doer...

Quanto aos peitos dos travestis, devem doer do mesmo jeito. Eu coloquei proteses de silicone e eles doem tanto quanto antes... eheheh... Então os deles devem doer tb... eheheh

Beijocas

Marcelo disse...

Tem se tornado algo comum eu pegar ônibus ou metrô e estar próximo de surdos, então, para não ficar tão alienado, faço um MEGA esforço do "alémneném", pra tentar, pelo menos, saber se o assunto é sério ou engraçado. Já presenciei dos dois, só não me pergunte de quem estavam falando, aí é querer demais, né? kkkkk

Realmente: muita coisa pendurada não dá muito certo. Mas sempre aparece um "puxa-saco" pra nos fazer lembrar disso! "Haja saco, viu!" kkkk

Pintou as paredes da casa...bem que senti um cheiro de Suvinil por aqui kkkkkk

*Tem selo para o senhor lá no meu blog!
Um abraço.

Lilith disse...

Eu também admiro muito as pessoas que tem facilidade para se expressar...eu só consigo ser assim em alguns momentos...hahaha...

Ficou bacana o visual do blog..

bjus.

... disse...

iNCRÍVEL COMO VC CHEGOU DE EXPRESSIVIDADE PARA PEITOS E OVOS! AHAHAH


tbm pensei nos travestis assim que vc falou... acho que nao é a mesma coisa não!!!

Elvira é mara!

Sim, vc deve ter sido zoado por um surdo mudo no busão!

ah, e nao tenho chuveiro no trabalho....

Philip Rangel disse...

Hhahahaa....hoje ninguem vive isolado sem um meio publico...tem q expressar mesmo..e falar muito..melhor o que deve ne..kaopkaopa


gostei do novo lay..ficou bacana mesmo....

abraçao

Michele Moura disse...

huieahuieahuieahuieahuieahuiea

Muito bom esse post!!!

Até esqueci o que ía comentar...
Ah sim! Lembrei...

Eu costumava invejar a habilidade, criatividade e desenvoltura com que Elvira usava seus melões - digo - peitões.

E, putz, como assistente de biblioteca escolar eu tenho [literalmente] visto tanta conversa de surdos, que numa dessas é bem capaz de eu acabar aprendendo algumas palavras... :D

Ah! Bonita a casa nova!

bjo meu querido

Karen disse...

Aaaaaaaaah, ficou lindo o novo layout! adorei! :D

lpzinho disse...

Eu juro que depois de ler PENSANDOUT, acabei relendo o nome do seu blog como pensanTUDO, enfim naveguei na maionese!
Passei para agradecer seu comentário e visita mas acabei lendo este e os posts anteriores!
Impossivel não sair daqui deixando aplausos pela qualidade, conteúdo e bom humor contido nos textos!
Bem bacana... e mais.. um layout bonitão(ainda mais com a ajuda da maravilhosa Nathália né)
Bom... obrigado pela visita. Vou te linkar, mas juro que se vc nunca mais me visitar não vou deletar meu blog hehehe ABRAÇOS

Márcio Vandré disse...

Eu também sou um expressivo crônico e observador crônico também haha.

Já presenciei uma conversação de surdos-mudos, inclusive minha mãe faz libras e vejo o quão interessante é isso tudo. A deficiência que foi superada pela criatividade.

Valeu pela visita ao meu blog.
Abraço!

Marcos Campos disse...

Fala Robson!!
Ficou mesmo bem legal o novo lay out do blog!
Cara, diretamente do tunel do tempo...nem sei quantas vezes vi Elvira, sempre achei meio bobo, mas esse filme tem um que que vc não para de assistir, tosco, sim, mas a gente sempre acaba vendo...
Quanto a expressividade, vc tem razão, é super legal se expressar com facilidade, mas quem se expressa demais e com uma imensa facilidade também enche o saco...
Abraço!!

Sah disse...

Olá Robson! Passei por aqui para agradecer o elogio ao post e pra dizer que estou xeretando o seu blog! Passe no Coisas sempre que quiser!

Abraços!

Branca disse...

Ainda vou fazer um curso de libras...acho interessantíssimo!

Expressividade na dose certa porque se passar do ponto irrita!


Bom fds.

Desarranjo Sintético disse...

Acho que só consigo me expressar realmente quando sinto confiança na outra pessoa ou reciprocidade.
Tb vejo direto gente usando LIBRAS, sempre fico muito curioso, tento entender, me dá uma vontade louca de aprender. Isso acontece com qq língua que eu escute, se escuto alguém falando inglês no ônibus, tento entender sobre o que estão falando...me instiga!
Sobre a Maitê Proença, nunca gostei dela, talvez se lesse um livro dela e achasse bom como vc disse, minha opinião melhorasse...rsrs. E a turma da Mônica jovem, eu já vi sim, mas nunca li, sei lá, me pareceu hiperestranho ver eles adolescentes, e tentaram tb fazer turma da Mônica em mangá, achei estranho e mais ainda ver a Mônica junto com o Cebolinha, é meio bizarro para quem tá acostumado né? E se formos ver bem, até mesmo o desenho do Pica-Pau mostra atitudes politicamente incorretas como cinismo e trapaça, acho que nós não absorvíamos isso (felizmente) pq éramos crianças, por isso tb nunca percebi isso nos gibis!
E quanto a esse filme, eu tenho quase certeza que olhei mais de uma vez, na sessão da tarde mesmo...rs! É uma boa lembrança...não lembrava da "Dança dos Peitões" rsrsrs, mas lembrava dela, era um filme legal e engraçado, claro!!
Abraços!

Fábio.

Mary disse...

Parabéns pelo post e pelo novo lay out.
Bjs

☆ Sandra C. disse...

Juro!
fui ler 'Elvira, rainha das TREVAS'
e vi 'Elvira, rainha das TRAVAS'.

fiquei com medo. haha!
nada contra.
acho que ainda to sentindo os efeitos de uma coisa inusitada que aconteceu ontem.

aham!

eu sou a rainha dos pensamentos desconexos.
e, serião, o lay ficou altamente MUDERNO.

;* bjK

Nathália E. disse...

Eu não sei demonstrar o que sinto. A forma que mais me liberto é escrevendo, mas se for levar em consideração o blog - que é público - me contenho demais.
Mas nos meus escritos pessoas me sinto absolutamente livre. E escrevo muito.

Quanto aos peitões da Elvira... Hahaha. Eu lembro da performance.
Coisa.de.louco.

Beijo!

Monique Frebell disse...

Robson, obrigada pela visitinha no meu blog.

Um abraço!

=)

Volte sempre que der na telha!

Talita Prates disse...

Obrigada pela visita.
Volte sempre, serás bem-vindo!
Paz. ;)

Bill Falcão disse...

Rapaz, ficou bonito isso aqui! Também, com a genialidade da Nathália...
Quanto aos surdos, também fico impressionado com eles! Como "falam"!
E quanto à perseguidora, o nome da minha era Patty. Espero que não seja a mesma, pois sofri bastante!
Aquele abraço!

*Teresa Cristina* disse...

Olá Robson!
Obg pela visita e parabéns pelo conteúdo do espaço super acolhedor, caramba, ler este post é um momento déjàvu e tanto=D...
Inté, se cuida!!
Bjs

Mary West disse...

ADORAVAAAAAAAAAAAAA Elvira. Nunca mais passou né?