terça-feira, 19 de outubro de 2010

Resgates…

terça-feira, 19 de outubro de 2010

 Torre-heptagonal-do-Castelo-de-Freixo-de-Espada-a-Cinta

Tô feliz, voltei a meditar e retomei minhas caminhadas também. Sabe aqueles momentos que você define opções? que opta por você e deixa o foda-se no piloto automático?  então, isso é o que tenho me disposto a viver.

Meu foco no interno tá mais nítido, to aberto a uma vida mais saudável em todos os aspectos, (alimentares inclusive)… Óbvio que isso é processo, mas o fato é que uma decisão foi tomada e da forma mais lúcida possível.

Meu momento é de resgate, de mim mesmo, de amigos que ficaram num passado de sombras escuras e confusas,mas que hoje brilham forte lá no lugar onde as coisas deram pausa entre nós.

Esse ultimo afastamento do blog,( embora por falência múltipla de órgãos de meu antigo pc) foi muito legal pra avaliar um tanto de coisas e urgências que de fato não dou conta e nem quero tentar faze-lo… acho que as coisas mudaram pra mim aqui também.

Sempre escrevi o que quis e hoje mais do que nunca pretendo faze-lo… estou mais do que nunca abominando “regras” blogosféricas  e afins… escrevo antes de tudo pra mim e depois pra quem se sente bem lendo meus devaneios e bombardeios de informações numa tacada só.

Não estou me explicando ou justificando nada, apenas me revelando interiormente, me tornando conhecido de quem me gosta. Não quero mais que as coisas que gosto se tornem pesadas quando deveriam ser leves e me fazer bem…. hoje o que se apresenta ao contrario disso eu deleto…da alma, dos olhos, dos ouvidos e outros sentidos… to montando guarda de uma torre bem protegida (agora) e quero mais é ser feliz… que todos sejam, e mais leves, muito mais leves…

Sei de gente, por exemplo, que afirma matar um leão por dia pra permanecer casado, namorado, no emprego, na vida… isso pra mim não faz sentido algum! o que não se percebe nesses casos é que o leão da história já encheu o bucho faz tempo e já partiu pra outra faz uma data… simples assim!

Abraços

13 contribuições para o avesso do Blog:

Dama de Cinzas disse...

É verdade! Nos pegamos fazendo um esforço pra nossa vida funcionar, pra sermos felizes, pra estarmos bem conosco. Mas quando fazemos muita força pra isso, parece que nos cansamos mais que aproveitamos.

Realmente tem coisas na vida que precisam vir de forma natural. Deixar fluir, simplesmente!

Beijocas

Paulo Braccini disse...

ops ... saí de férias e qdo volto me deparo com esta grande surpresa ... o querido voltou ...

ôba!!!! seja bem vindo amigo ... vc faz diferença aqui na bolgsville ...

bjux

;-)

Serginho Tavares disse...

esse post parece que foi escrito pra mim!
eu que pensava em abandonar tudo cansado de uns e outros... você está mais do que certo e a gente tem que escrever é pra gente mesmo!

pode contar comigo sempre aqui

beijão

Lobo disse...

Olha só quem reapareceu XD

Mas as cosias vão bem por ai mesmo... nos tornamos outras pessoas quando nos damos conta que tudo na vida deveria ser assim... pior ainda é quando a gente se dá conta, e não consegue executar, porque a teoria infelizmente é muito distante da prática...

Um beijo Robson!

Marcelo Moraes disse...

Eu sempre escrevo para agradar uma pessoa em especial, sabia? Adivinha quem? A mim mesmo, uai! rss Por isso não dá pra deixar este espaço de lado, acaba sendo um norteador para os pensamentos que se expressam em palavras...apenas isso.

Partir para ação é o que faz a diferença naquilo que pensamos... Pôr (por) em prática um pensamento que é, antes de tudo, nosso.

Abraço.

Ava disse...

Robson bom te ver de volta!
Quem deram, todos nós conseguíssemos parar e fazer esse resgate dee nós mesmo...
As vez nem nos damos conta do nosso "cativeiro", a não ser quando começamos a definhar lentamente...

Seja feliz, meu querido!


Beijos meus...

O Antagonista disse...

Bem vindo de volta... Ah, adorei as tartaruguinhas!kkkk...

Valeu!

Edu disse...

E eu ia dizer que era um post feito pra mim, mas o Serginho pegou primeiro. Mas acho que ainda posso meditar um tiquinho e tentar aprender contigo, né?

Edu disse...

(Que bom que voltou, leve e seguro).

Marcos Campos disse...

E o melhor, ou pior em algumas situações em que a resolução é um pouco mais complicada, é que é verdade...
Abraço!

Daniel Savio disse...

Dá o que pensar, mas tem hora que temos de rever o nossos conceitos, para buscar realmente a paz interior...

Fique com Deus, menino Robson Schneider.
Um abraço.

Edilson Cravo disse...

Oie querido, bom retorno. Nos perdemos um do outro,e agora te reencontrei. Boas energias nessa nova fase de sua vida. Um grande abraço, adorei o post, super pertinente mesmo.

Denise disse...

Fez-me lembrar desta canção: Maneira Simples
Almir Sater
Composição: Almir Sater e Paulo Simões
Nada é mais real
Que aprender maneira simples de viver
Tudo é tão normal
Se a gente não se cansa nunca de aprender
Sempre olhar como se fosse a primeira vez
Se espantar como criança a perguntar por quês?
Vamos flutuar em um balão
Que sobrevoa o amanhecer
Vamos navegar
Entre os navios no horizonte a se perder
Nos lembrar
Que tudo tem sua razão de ser
E afinal eu quero apenas estar com você
Sombras no céu já vem
O anoitecer também com seus milhões de estrelas
Que iluminarão mais uma vez
Com a palidez da sua luz
A imensidão que a gente vê



saudades!