sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Voyeour dos micos alheios

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010



Lendo um texto da minha querida Dama de Cinzas, no seu novo blog eu fiquei com vontade de escrever umas coisinhas que tenho visto e sentido...
Adoro observar as pessoas e logicamente isso gera um monte de sensações e sentimentos misturados de amor e ódio com certas atitudes dos outros.

Imaturidade é algo que fora dos padrões de idade e vivência onde ela é normalíssima e aceitável me deixam estressado.

Fico assustado com quantidade de 40entões e 40entonas imaturos, infantis caindo no ridículo especialmente quando comparo com garotos e garotas com a cabeça super no lugar.

Claro que exceções tem em todos os lados, mas a balança da estranheza pende pro lado da galera "mais vivida". Será que a repressão de décadas passadas gerou uma deficiência comportamental adquirida? ou seria algo como botox mental? sei lá... me incomoda ver por exemplo gente que saiu de relacionamento podre correr atrás de alguém com a metade de sua idade e tentar rejuvenescer entrando no ritmo energético da figura em questão, pagando aquele micão de "tiozinho(a) prafrentex" ah me poupa... Sou daqueles que morre de vergonha pelo outros e nessas horas fico com vontade de sair correndo quando testemunho tal pagação.

Outra coisa assustadora: Como tem gente mentirosa nessa faixa etária! meu Deus! Incrível mas é descarado, a contradição já acontece na frase seguinte e a pessoa vai embora e nem ai pra sua cara de tacho... parece que você ta dizendo assim: '"Sou uma anta e acredito em você cegamente, conta tudo vai..."

Potaquepariu! vamo crescer gente, faz favor! especialmente numa época em que ter 40 anos é totalmente diferente do que em décadas anteriores. Hoje alguém nessa idade está no melhor tempo de sua vida, pois ainda reflete juventude na aparência com a maturidade esperada de histórias anteriormente vividas. O déficit nesse último item é fatal... Ai sim, automaticamente caracteriza os chamados "velhos e velhas babões"

Pra trás de mim satánas!!

* Lógico sem generalizações, óbviamente ninguém tem 100% de isenção né?!

25 contribuições para o avesso do Blog:

Dama de Cinzas disse...

Saudade de vc por aqui, querido!

Primeiro, obrigada pela referência... rs

Na quinta-feira foi a nossa festinha de carnaval no trabalho, sempre fazemos uma e todo mundo se fantasia com coisas que uma das meninas leva..

Bem... aí chegou uma mulher lá pelos seus 50 anos, de outra seção... Ela é simpática, mas age como se tivesse 20 anos, e isso é comentário por todos os cantos que ela passa... Se torna a ridícula...

Eu, como tenho um jeito mais jovem do que o pessoal da minha idade, ou porque faço o estilo doida... rs... Fui pra casa pensando se passava aquela mesma imagem e fui deprimindo legal.. ahahah... No dia seguinte eu tive que perguntar pra minha rodinha, se eles achavam que eu ia ficar ou já estava igual aquela mulher, querendo parecer alguém de 20... E ainda bem que todos negaram de forma firme! E descreveram mais ou menos o que eu passava e que bate com o que acho de mim...

Bem... toda essa história pra dizer que acho lindo pessoas joviais, que não ficam antigas, repetindo o tempo todo "na minha época isso era bom". Mas ser jovial é ter a liberdade de acompanhar o tempo, não esquecendo a idade que vc tem... Espero chegar aos 50, 60, 70 sendo jovial, mas sem querer ser uma garotinha...

Ontem eu vi a Elza Soares na televisão... Jesus! O que é aquilo??? Eu fiquei chocada!

Beijocas

Robson Schneider disse...

Pois é Dama! jovialidade é super saudavel eu me sinto assim tb, e assim como vc (graças ao senso critico) me pergunto sempre:
-To passando do limite?! e
graças a Deus percebo que não, e assim como vc as pessoas que me cercam são um bom termometro.Quero chegar velhinho com a cabeça boa, sem preconceitos, com vontade de viver... isso é jovialidade né?!
beijo e obrigado pelo seu carinho de sempre!

Ava disse...

Moço, aqui lendo voce e adorando esse jeito descontraido e leve de escrever..
Os post sõa sobre temas que vão n os predendo... e assi fui lendo vários...
Como diria, invadindo sua casa, quartos, salas , varandas...

A blogosfera nos permite isso... Esse contato aleatório, onde vamos encontrando pessoas aqui e alí, algumas nos chamam a atenção, fazemos uma parada e nos deliciamos com seus escritos...

Claro que não paderia sair caladinha sem deixar-te um beijo e a certeza de que voltarei...

Prazer!

Robson Schneider disse...

Obrigado Ava! então já que entrou toma um suco gelado... vamos deixar o chá ou o café pro inverno né?!
Tenho sentido falta da blogosfera... aqui se vê mais por dentro do que em outros espaços...
Abraço

Marcelo disse...

Eu sou do tipo "detalhista", que pra observar coisas que muitos deixam passar, por achar "normal", sou um prato cheio! E estas posturas das pessoas me irritam muito. E olha, não é só com quem é mais velho querendo ser mais jovem, há muitas crianças e jovens querendo fazer o papel inverso! Na TV, por exemplo, idolatram aquela "Maisa", enaltecem o seu "talento" só faltam darem a ela o título de "Hebe mirim" e blablabla... Ali dentro tem uma criança que não pode ser uma mais, porque a fizeram acreditar que ela não é. Pra mim, ela é insuportável (a imagem que me passa). Muitos amigos discordam, e a vêem como um "fenômeno" (cada um tem seu ponto de vista). Na vida, deve ser uma criança que finge alegria, pois tudo deve ser condicionado para ela. Já voltando pros tiozinhos e tiazinhas de plantão, será que eles tinham vergonha da juventude deles e quiseram fazer uma nova era jovial? Não sei quem é mais ridículo, se o homem ou a mulher que quer se mostrar assim. Eu, às vezes me pego neste dilema, pois tenho meu estilo de roupas que fogem deste estilo "boy" que só se vê por aí. Um dia, tive que comprar uma destas calças pq a que eu tinha não dava mesmo pra eu ir num lugar (admito), nem sabia que tinha trocentos nomes cada uma destas calças, daquelas cheias de bolsos, riscos, manchas e afins...rss Mesmo assim, procurei a mais discreta e que condiz com o que costumo vestir. E eu não preciso fazer o mínimo esforço para parecer mais "novo" ou mais "velho", pois os anos se passam, e as pessoas se espantam quando sabem da minha idade. Sempre ouço "não acredito? Tá me tirando, né? Sério? Não parece..." rss Às vezes isso é bom, às vezes não é..rss

Isso tudo é diferente das pessoas que vivem a sua vida, mas que prezam pelo seu bem-estar, como tratar do corpo e da saúde, apenas, e vestem-se e portam-se como pessoas da sua idade. O diferencial de ser um eterno jovem, acredito, é ter a mente sempre viva, e não a mania de assumir 'personagens' que não se encaixam em seu mundo real.

Abraço!!

Ava disse...

Robson, que palavras mais verdadeiras...
Tanto aqui, como em seu comentario...

Estou saboreando o suco, sentada na tua varanda...rs

Sobre a falta da blogosfera... Sim, faz muita falta. Talvez, (e não tenho cátedra pra isso...rs), talvez pela ausencia do contato físico, nos sentimos mais a vontade para nos revelar...revelar nossa alma..nossos sentimentos...
Aqui criamos coragem e colocamos pra fora todos os nossos bichos...nossos monstros... coisa que na vida real, estamos sempre em guarda... ressabiados...rs

Sobre os momentos de crises, seja existencial, de inpiração, de identidade...(No fundo, dá tudo no mesmo...rs)
Sim, os sentimentos borbulham e fervilham... e explodem com uma tal velocidade, que esse teclado se torna totalmente insignificante para dar vazão a esse turbilhão que rompe a a alma,invade o coração e dá um nó na garganta, pior que o Etna, em erupção...

Bem, entre paradas e recomeços, vamos seguindo...

A vista da tua varanda é linda...

Beijos!

Ava disse...

Ah, não resisiti e lá vai uma música...

Para quando o inverno chegar...rs

http://www.youtube.com/watch?v=qQrrymVUy9M


A poesia nunca morre... Ela está nas palavras, na música, nas flores, nas pessoas...

Robson Schneider disse...

Marcelo! que bom voltar a ler vc meu caro!
Simmm ta coberto de razões no seu comentario, o oposto também é abominavel... acho que talvez seja pior, pois são crianças que ao crescerem de estatura não vão querer aprender nada pois "ja sabem" e vão ser os futuros mediocres de plantão frustrados na sua arrogancia. na verdade isso tudo revela mais insegurança do que confiança e juventude... Peter Pan é um fato.
Quanto comprar calças, prefiro sempre as básicas sem muito detalhe especialmente por que são mais bonitas hehehe
Abração

Robson Schneider disse...

Ava
Quando conseguirmos neutralizar as cobranças e urgencias internas conseguiremos apenas ficar na varanda sem obrigações... apenas percebendo que o silencio "desobrigado" da fala pode ser curador.
Bjoo

Vivian disse...

...rsrsrs

minha certidão de nascimento
já acusa seis décadas, portanto
sei tudo o que posso e o que não
posso diante da sociedade que cobra, fiscaliza, molda, critica,
ou aplaude dando-nos um norte
para um bem viver.

a única coisa que não abro mão
e de ser eu mesma em qqr ocasião.

e para isso aprendí a respeitar
TODOS os meus limites.

adorei estar aqui bisbilhotando
na tua linda casa.

bj

Robson Schneider disse...

Vivian
nada como saber conhecer e respeitar seus proprios limites. Acho que isso nos livra de muiiitas confusões...
Bjo e volte sempre!

Luciana P. disse...

Muito boa a sua reflexão. É assim que eu penso. e vendo a foto da Suzana, foi isso que me passou pela cabeça.Assim como quando li, hoje pela manhã, que a Luísa Brunet vai desfilar pela Imperatriz Leopoldinense. Senso de ridículo passa longe ali. Tá certo que ela é linda, mas não pra rainha de bateria que é sensualidade, vitalidade, charme, elegância e juventude... Sei lá, essa gente não se toca e não sabe a hora de tirar o time. Estou com 41 e sei bem o meu lugar. Sou linda? Sou! Mas sei bem o meu espaço nessa história.

Gostei do seu blog!
Beijos!

Robson Schneider disse...

Luciana
Pois é esse desespero pela estética e por parecer jovem tem deixado as pessoas caricatas...eu acho lástimavel.
Obrigado pelo comentário!
bjo

Vivian disse...

...se for um suco geladinho
combinando abacaxi e hortelã,
acompanhado com minutos de
boa prosa,
convite aceito...

obrigada pelo carinho...

beijos

Daniel Savio disse...

Cara, tem casos e casos, poe exemplo procurar se manter em forma e bonita é até aceitavel, mas quando isto se tranforma num busca desenfreada pra diminuir os anos, com certeza é ríduculo...

Mas no caso da Susana Vieira, se ela consegue um garotão, sorte dela (hua, kkk, ha, ha, momento pensando no ex dela)...

Fique com Deus, menino Robson Schneider.
Um abraço.

Michele Moura disse...

Mais lamentável e deprimente do que os "40entões e 40entonas " são os "60entões e 60entonas"...

Sabe, eu tento me convencer que uma avó, p./ex. a Suzanna V., deve estar em pleno processo de deterioração emocional/psicológica/cerebral, mas é duro de engolir.

Cadê o simacol? Esse povo não tem espelho em casa? As pessoas estão confundindo "amadurecer com jovialidade" com "infantilidade"!

Sei lá, tenho dó deles/as, de verdade...

bjo grande Robson

Michele Moura disse...

Pós-escrito:

Os "_ões e _onas" que, ao mesmo tempo, me espantam e me fazem ter pena são em sua maioria famosos.

Pois os "_ões e _onas", com quem convivo e me relaciono têm uma ótima saúde emocional, o que os faz ver a realidade com clareza.

Esse comportamento nonsense dos tiozinhos e tiazonas famosos deve ter alguma coisa a ver com a "fome de fama"...

outro bjo

Robson Schneider disse...

Pois é Mich ! essa questão, talvez pela competitividade e pela demanda de novas siliconadas e garotos tanquinho ta deixando a galera famosa meio sem noção...A Suzana vieira é uma vitima cruel disso tudo.Mas veja bem, eu tenho observado isso ao meu redor e com pessoas comuns, nada famosas.Na verdade acho que ja tá bastante comum essa meninice né?
Bjão e saudades de vc querida!

Michele Moura disse...

Sabe o que é Robson, as pessoas (e aí nem são apenas os "de mais idade"), andam com a mania de imitar tudo o que vêem na TV: aí é adolescente vomitando pra pesar tão pouco como criança de 7 anos de idade; é avó querendo competir com a neta; é tio namorando a amiga da filha... e por aí vai.
E nessa parada todo mundo acaba esquecendo de viver cada etapa com as características e circunstâncias que lhe são próprias. É irritante e triste...

bjo grande

Ava disse...

Beijos de quinta, moço...rs

Estive aqui a reler-te....

Marcos Campos disse...

É meu amigo, o pior é que anda rolando isso mesmo...como vc ando me perguntando se está tudo certo comigo...
Abraço, super legal o post!

lpzinho disse...

Robson!
Primeiro de tudo... obrigado pela tua visita ao meu blog e principalmente pelas palavras tão preciosas!!!
E.. em seguida, MEUS PARABÉNS! Que incrível este seu blog! Fantástico o post atual... mto bom mesmo!
Por não ter mais 20 anos, entendi e achei mto legal o que vc escrevu!! Parabéns...e mais parabéns! Quero voltar mais vezes!!
Abraços e sucesso sempre!!! =)

Robson Schneider disse...

- Valeu Ava! obrigado pelo carinho!
- Marcos acredito que deve estar tudo certo contigo sim meu camarada fotografos tem senso critico apurado.Grande abraço
- Lpzinho! a dama não errou quando falou de sua simpatia e educação claro! obrigado vc pela retribuição e tambem quero voltar mais vezes por lá... valeu!!

Ava disse...

Hummm... Adoro aquela foto com a mão no queixo... É um charme só...

Robson, que bom que esteve a reler meu texto... AS vezes os sentimentos variam... Em certos momentos dói mesmo...dilacera o peito...
Mas o bom é que tudo passa...

Me lembrou até...

"Todos esses que aí estão atravancando meu caminho, eles passarão... eu passarinho!"

Poeminha do Contra, de Mário Quintana.


A cabeça vive cheia de idéias, colocá-las no papel é que são elas...rs

Beijos meus...

lpzinho disse...

Olá Robson!
Voltei... preciso atualizar neus links pra voltar mesmo.
Além do conteúdo do blog e do seu modo leve e inteligente de escrever, é bom demais aparecer aqui e ver que existem coisas diferentes e boas na blogosfera ... coisas que dão gosto conhecer e ler!!!

Sobre o post ainda.. lembro que até uns 3 anos atrás eu dava aula em colégio e não era raro ver os tiozinhos, professores pagando de 'jovens' pra se dar bem naquela coisa de ter alunas no pé o tempo todo. Nunca fui mto disso, adorava entrar em sala de aula e me divertir, ser eu mesmo com a idade q eu sinto ter. Mas sem forçar isso... e quer saber, ao q me consta não passei por estes micos. Posso ser acusado de chato, mas não de criar situações assim ehhehe e com isso me sinto bem e até orgulhoso pq sinceramente a gente corre o risco se perder a noção dos limites ein!
Legal demais te ler!
Abraços e mta paz!