quinta-feira, 22 de abril de 2010

Fala que eu te escuto!

quinta-feira, 22 de abril de 2010


Minha sobrinha pré adolescente em conversa com minha filha
na mesma faixa etária, no msn, contando que iria fazer a primeira comunhão:
- Vou fazer primeira comunhão!
- Hmmm que legal! o que é isso? (não somos católicos)
- Ah! e uma coisa que você faz na igreja e depois pode receber a hóstia!
- A tá! deve ser legal... Mas voce precisa fazer o quê antes?
- Ah sim! deixa eu te contar!!!! me confessei com o padre!!
-Hmmm como assim, tipo nos filmes?
-Isso! voce acredita que eu fui a menina que demorou mais tempo
pra confessar?
- Acredito, claro que acredito...
Ela deve ter falado da amiga que é legal, mas não é tanto assim. Da irmã
que tá namorando.Do irmão que quer fazer uma tatuagem mas a mãe não
quer deixar.Da aula de ballet e de pintura e como o garoto do crepúsculo
é lindo mas ela prefere o outro, do novo video da Ximbica com a
Nany People...
Um padre quieto, indefeso e sentado ali apenas para ouvi-la... Pecado seria
não aproveitar.

13 contribuições para o avesso do Blog:

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, cara, será que só foi isto?!

Hua, kkk, ha, ha, momento sem noção e pegando no teu pé.

Fique com Deus, menino Robson Schneider.
Um abraço.

Mulher Asterísco disse...

Será?

Lila disse...

Oieeeeeeee...voltei...das trevas...rs
Menino...lembrei da minha primeira comunhão...do padre e da pergunta que o infeliz me fez...grrrrrrr
Não, não vou contar, morra de curiosidade....rssss
Depois daquela pergunta, deixei de ser católica...demorei um pouco pra achar meu caminho ( espiritual ), mas...hj, sou uma espiritualista convicta.
bjs amigo.

RAFAEL disse...

kkkkkkkkkkkkkkk...eh idade ótima essa.

Faz tanto tempo que não me confesso com um padre, mas tanto tempo, que acho que nem farei mais isso, vai que no final ele me convida pra sair...não confio mais nesses homens de saia.

abração

Dama de Cinzas disse...

é verdade! eheheh

beijocas

Luciana P. disse...

Hahahaha, ela é que está cert, afinal, foi o padre que se ofereceu pra ouvi-la. Ninguém mandou, hahahaha...
Adolescentes são um barato!

Beijos pra ti!

Francisco disse...

O bom nessa idade, é que os pecados são mais light...rsrs
Com o passar dos anos, alguns se tornam inconfessáveis! rsrs

Aquele abraço, meu amigo!

Paulo Braccini disse...

kkkkkkkkkkkkkkk ... e viva a criançada em sua ingênua felicidade ...

bjux

;-)

Cris disse...

Vai dizer que isso não é uma delíciaaaaaaaaaaaaaaaaa?
rsrsrsrsrsrs.........

Que linda!
Isso é bom demais e passa rápido demais. Isso é a alegria da vida.
O padre, se for um homem inteligente, deve ter amado e ter agradecido porque a vida ainda pode caminhar nos passos certos!

beijos

jefhcardoso disse...

Olá Robson! Esta semana estou divulgando uma “nova” postagem. Trata-se de um conto; que na verdade vem a ser uma reedição de meu blog. Sua postagem original ocorreu em 13.02.09; sendo esta a minha terceira postagem no blog. Naquela ocasião este texto não recebeu nenhum comentário. O texto é “O Sr. e o Dr.”. Espero que você, tendo um tempinho, o aprecie.
Um grande abraço, minha gratidão antecipada!

Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Marcos disse...

Cara, como não sou católico não entendo bem esse lance de confissão... mas uma coisa é boa, sua filha esta em um caminho cristão. Não resta duvida que ela deve ter o livre arbitrio para conduzir a sua espiritualidade.
Agora que a conversa delas foi muito boa ... ah isso foi sim! pura ingenuidade!
Abçs

Marcelo disse...

Rapaz, até hoje não vi no que mudou eu ter me confessado para o padre, na época em que fiz a minha primeira comunhão. No final, fazendo muito bem ou muito mal a alguém, ele sempre nos manda rezar as mesmas ene vezes de orações....rss

Acho que confessar com os amigos é um método mais produtivo... E vai saber, também, o que estes padres querem ouvir, né? Melhor não perguntar à sobrinha o que o padre lhe perguntou no confessionário! kkkkk

Um abraço.

Maris Morgenstern disse...

Bons tempos q confissões eram menos constrangedoras...