sexta-feira, 30 de abril de 2010

O taxi, O gloss man e Raimundo Fagner - Parte 1

sexta-feira, 30 de abril de 2010
Morar no Espírito Santo tem inúmeras vantagens.Por ser um estado pequeno, tudo é muito perto.Você sai do sol escaldante do litoral e chega ao frio das montanhas em no máximo uma hora e meia.E dependendo da época do ano é frio mesmo...
E falando de montanhas, acontece aqui, na cidade de Domingos Martins, um festival de inverno que já ganhou destaque internacional. Virou uma data obrigatória no calendário cultural e artístico do Espírito Santo. E foi numa das idas a esse festival que aconteceu a historinha que contarei a seguir.
Naquele inverno o calendário de shows estava prometendo... Numa das noites quem cantaria era o Fagner, não sou fã mas curto e além do mais de graça, num clima maravilhoso e numa cidade linda, Perfeito! até Joelma.Menti feio agora, mea culpa
Aqui em casa funciona assim: dividimos muito bem nossa responsa com as crianças e nessa viagem cada um tem um dia pra curtir até o final, o outro volta pro sitio levando os meninos pra dormir.No dia do Fagner, era minha vez de voltar se o sono batesse antes do final do show... foi o caso.Na quinta música o mais novo deu sinais claríssimos de que iria capotar ali na rua mesmo se não voltasse pra casa. O guri ja estava quase na fase rem e não era tão tarde assim não. Mas pra piorar a temperatura caiu de repente pra 9 graus e mesmo parecendo um esquimó tinha que ir pra casa meeessmo.Só não tinha noção do que aconteceria a seguir, aliás, ninguém tinha ou tem, sei lá...
Uma amiga nossa, chegando na cidade procurou logo um brechó pra se equipar de tudo o que fosse possível pra driblar o frio e ficar chique, lógico. O que sei é que quando ela terminou de "se montar"... parecia a abominável mulher das neves.Não que estivesse feia, longe disso, apenas era muita roupa pra uma mulher só. Mas o detalhe principal era a bota cano longo (cara pra cacete) que ela comprou pra estrear lá... Até sairmos de casa a bota era perfeita...mas as coisas mudam né?
Voltando pro show do fagner e me despedindo da galera pra levar meu filhote pra casa,essa minha amiga pergunta assim:
- Robson, você ta voltando pro sitio agora? Vou com você, essa bota tá me apertando os pés demais... acho que é o frio...
Respondi que sim e que iria procurar o ponto de táxi e o taxista que nos levou do sítio pra lá... (acho uma sacanagem incomodar os outros que não tem filhos numa situação dessas e afinal era tão perto que um taxi resolvia direitim, sem ninguém precisar me levar e largar o Fagner sozinho, perdido nos seus canteiros).
O problema começou quando eu resolvi procurar um atalho(sou o rei dos atalhos e sempre me perco, quase sempre... sem exageros aqui). exagero nada, sempre
O Local em frente ao palco estava abarrotado de gente, impossível transitar e a rua do táxi ficava exatamente atrás (isso na cabeça de alguém que se perde até dentro de casa).
- Vamos por ali, o ponto de táxi fica na rua de trás, a gente entrando por aqui corta caminho e chega mas rápido do que se tentar enfrentar a multidão (tolinho).
Fui conduzindo meu filho que nessa altura parecia um zumbi sonâmbulo e minha amiga que nos seguia. Primeira esquina e uma sensação de "que raio de lugar é esse?" olhei pra trás e nada de minha amiga aparecer.Aguardo uns segundos e vejo alguém se esgueirando pelo muro xingando horrores... era ela. A bota e seu fabricante estavam sendo amaldiçoados até a quinta geração.Dai lembrei que minha amiga é de pavio curto e quando esta nervosa faz Dercy Gonçalves parecer uma freira pudica.
Continuei andando com a terrível sensação de estar perdido, guiando meu filho e aguardando minha amiga aparecer mancando pelas esquinas que eu contornava. A coisa ficou cíclica; esquina-silencio-silencio-palavrões-palavrões-perdido-perdido...
- Robsonnnnn!!!!! Caralh*! cadê a Porr* desse ponto de táxi! essa bota ta fud* meus pés. Aposto que a gente ta perdido!!!
Claro que estávamos, não fazia idéia pra onde o ponto de táxi tinha ido... depois de andar muito, finalmente um segundo de lucidez!
Pedi que ela ficasse parada com meu filho e desbravadoramente iria sozinho achar o raio do taxi... se morasse no States seria uma forte possibilidade de acabar estampado em caixinhas de leite : PROCURA-SE! homem congelado e desaparecido!
Finalmente achei o bendito ponto de táxi.Só que o tal taxista-amigo-do-peito-irmão-camarada tinha ido dormir... bem, a única alternativa seria achar outro táxi e ensinar o caminho (?) para o novo motorista.
Olhei, e me indicaram que a vez era do táxi da frente:
- Boa noite?! disse eu automáticamente virando estátua ao olhar pra boca do moço. Atração fatal? não, longe disso, era muito, muito brilho labial.Um excesso, na verdade era quase um reboco...
Continua...

19 contribuições para o avesso do Blog:

Lila disse...

Cara...faz isso comigo hj não....rs
Vou ter que esperar? jura?
Definitivamente hj não é meu dia...g.rrrrrrr
Fim de semana iluminado e sem se perder tá...rsss
Bjkas

Dama de Cinzas disse...

Bem... Espírito Santo é meu estado do coração, depois vem São Paulo, depois o resto do Brasil e em último lugar está o estado onde nasci e moro que é RJ... ahahaha

Quando eu me aposentar, já combinei com um amigo e ex-namorado que mora aí, que vou comprar um apartamento em Guarapari!

Vou esperar o resto da história... rs

E sempre que te leio, quando voce fala do seu casamento, tenho vontade de te perguntar tanta coisa, mas nem sei se devo... ahahah

Beijocas

Bella disse...

Meu pai tem essa mania de pegar atalhos. E geralmente a gente se perde...rsrs

Marcelo disse...

Mais um capítulo da novela da vida real kkkkkkk
O bom é que tudo pode virar post, né? kkkk Vou aguardar, então....
Abraço

RAFAEL disse...

ah tha...agora vc nos deixa aqui curiosos pra saber o final da história? Se voltar a postar daqui uma semana, te dou uma surra...rs rs rs.

Cara conheço tanta gente que adora pegar atalhos e se perdem depois, facinho facinho...ou aqueles que te mandam seguir com o carro e não sabem pra onde estão indo, e numa avenida movimentadissima de Santos, vira pra ca e pra lá, sem dar sinal, e se ferra quem está atras ( né marcão?)...rs

abraço Robson...

Andrea Pagano disse...

Oi bom dia!
Agradeço a visita e adesão ao blog!
Li seu relato e é assim como uma novela? Tem que aguardar o proximo capitulo??? rrsrsrs Sou muito ansiosa...
Meu esposo faz muito disso ...a gente sempre se perde, mas ele diz que esta tudo sob controle...rsrs
Bjs e otimo feriado!

Jarbas disse...

tenho uma amiga que é do ES e odeia que falem que ela é carioca, dou muita risando tirando sarro dela.

gostei do blog.

Serginho Tavares disse...

aaaaaaaaaaaah que a curiosidade tá nos matando!

Mulher na Polícia disse...

Excelente!

Que bom ter encontrado esse texto aqui hoje! Quero ler a continuação.

Um beijo.

@philipsouza disse...

hahaha...tbm racho o bico com isso... mas fazer o que ne...

abraçao

Luna Sanchez disse...

"Pra onde o ponto de táxi tinha ido"? Ehehehe...parece eu, falando, credo!

Lugares somem, brincam de esconde-esconde, com a gente, mas só eles se divertem.

Lojas de shoppings são rainhas disso, eu nunca sei se é no térreo ou no 3º piso, um terror!

Continua quando, messssss? ^^

Beijo, bom final de semana, moço.

ℓυηα

εïз vanessa disse...

to curiosa =]

Luciana P. disse...

Hahahahaha, tô tendo espasmos, de tanto rir... Cara, você é a minha versão, só que de calças, hahahaha. Também me perco quando estou na rua, aliás, no shopping é o meu lugar preferido pra me perder. Nunca acho a saída certa, hahahaha...
Adorei a sua saga, continua, vai, quero saber o resto dessa trama noturna e divertidíssima (pra gente, né?!)...

Se eu perder a postagem, vai lá e me chama.

Beijão!

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, estou ficando curioso, mas adorei a parte da abominavel mulher da neves...

Hua, kkk, ha, ha, é sério.

Fique com Deus, menino Robson Schneider.
Um abraço.

Marcos disse...

Bem, ainda bem que não sou curioso...rs.rsrsrs. Veja ri muito com a bota da sua amiga... espero o desfecho da história que estou venda vai ter muito, sexo drogas e intrigas internacionais...rs.

Sabe cara, ta ai, um estado para eu conhecer... Pelo que vc conta parece a Nova Zelandia brasileira... Essa cidade é a "Campos do Jordão" do ES?

Abçs e escreva o final logo... menti no começo da msg!!!

Marcos disse...

PS... Seguir alguem no transito tem que ser bom! E santos é uma cidade que possui 10 carros para cada vaga na rua...

Lobo Cinzento disse...

Pois é, acho que por essa vantagem do estado pequeno é que gosto tanto do Rio de Janeiro XD.

Abominável mulher das neves é ótima!

Eu também sou perdidinho. Lembro uma vez que errei o caminho pra voltar de um clube pro centro da cidade, e fiz meus amigos andarem quase 5km a toa ahauaahauhaua.

Abraços Robson!

Denise disse...

Rindo e assustando meu chefe que não sabe o que faço que não coinsigo parar de rir, no intervalo de uma reunião e outra e indo pra segunda parte.

se for despedida a culpa é sua Robson rs

alexandre disse...

Prezado
Boa noite!
Legal seu blog.
Abcs
Alexandre Taleb
Consultor de Imagem
Blog: http://ataleb.wordpress.com/