terça-feira, 1 de junho de 2010

Mão única? tô fora…

terça-feira, 1 de junho de 2010
           sinal
Chega uma certa fase na vida da gente que certas coisas perdem totalmente o sentido. O curioso é que você não faz esforço algum pra que elas mudem ou desapareçam, apenas de repente acorda e percebe que não fazem sentido algum mais.
Um exemplo disso são as relações, todas. Defendo a opinião de que você deve ser fiel a você e a forma de expressar seus sentimentos gostem os outros ou não. Durante muito tempo uma certa amiga me cobrava que só ela ligava pra mim e eu quase nunca retornava. Até que um dia perguntei:
-Mas você me liga por que?
- ela respondeu;
-Porque eu gosto de ligar para as pessoas…
Pronto! melhor resposta impossível. Continue ligando, por que você está sendo verdadeira consigo mesma fazendo algo que antes de tudo proporciona prazer a você. Se não ligar vai ficar mal por que está se privando de algo que gosta muito de fazer. O problema é quando se faz aguardando que o outro responda na mesma frequência.
A linguagem do amor, afeto e amizade varia de um pro outro e quando ficamos bitolados na nossa velha forma, perdemos pra  caramba a quantidade enorme de sinais que nos são dados pelos que no cercam e nos amam. Eu não sou de ficar telefonando mas tenho a minha forma de expressar amor, atenção e afeto basta quem está envolvido prestar atenção.
Em caso de amizades.A distancia, tempo, fuso horário não significam nada. Amigos verdadeiros estão sempre em stand by… basta  encontrar que o rio flui harmoniosamente bem. Só quem não precisa ver todo dia e falar toda hora é quem tem consciência de si e do outro. Nesse caso relacionar-se é maravilhoso, pois cobranças infantis e de inseguranças são extintas. Mas vale ressaltar que você precisa ter certeza de que é amizade mesmo! tem aqueles amigos sanguessugas, só te procuram quando precisam, fuja desses, são totalmente nocivos a sua auto-estima. Outra cilada que é bom ficar esperto e cultivar amizades sozinho... a figura jura ser seu melhor amigo de infância mas só te ferra e tudo o que envolve a vida dele você é o ultimo a saber...  o complicado são as justificativas depois, esses são peritos em justificar seus erros pondo a culpa nos outros 
-  Juro! não te falei por que tava jurado de morte pelo Bin Laden... 
Mas um detalhe importante, falando da "amizade em standby"… Isso (no meu caso) só vale pra amigos concretos. Sim, aqueles que já passaram pelas fases iniciais de aprovações e de fato já estão concretizados na amizade leal.
Agora o restante… os calouros e estagiários? que fiquem espertos, pois modéstia as favas, tenho consciência do ótimo amigo que sou. Portanto, se percebo que de cara só eu procuro e que tenho que ficar a mercê da disposição alheia onde não rola troca. Apenas um ser egocêntrico esperando que lhe papariquem… ou na melhor hipótese, quando o humor da criatura estiver favorável ela te procurar… (?)
Tá certo! vai lá... quem sabe to lá na esquina te esperando?! vasa… né não?
Sabe aquela máxima:
-Aparece lá em casa! saudade de você! você sumiu?
-Sei, ta bom! aparece você na minha casa pra variar ?! apaput…
Ps: Não viva a mêrce da virada de lua alheia… vai por mim.

30 contribuições para o avesso do Blog:

Serginho Tavares disse...

eu acho que quem vive esperando acontecer não vive.
esperar demais não da em nada!
tudo tem seu tempo mas temos que fazer ele andar.

abração

Karina disse...

Comecei a ler seu texto e daí achei que sobre essa questão de ligar, precisaria complementar, mas que nada! Você leu meus pensamentos! Dá vontade de ignorar quando a pessoa pela qual vc sempre procurou e nunca estava disponível ou que nunca te retornava (e ai vc desiste dela)vira pra vc e te fala: "precisamos marcar alguma coisa" ou "pior, me liga para gente marcar"... Bjs, Karina.

Edu disse...

Ei, passa lá no meu blog! Já fiz juras de amor, divulguei sua "banda" e vc nem me ama, rsrsrs... :-)

Edu disse...

Porra, isso que é reciprocidade instantânea!! :-)

Vem pra Sampa com a patota! Café com bolinhos garantido!

beijo!

Marcelo Moraes disse...

O simples fato da pessoa se posicionar sobre o seu comportamento, nos dizendo se tem ou não o hábito de se comunicar com frequência ou não, já garante o motivo pela qual ela respeita os seus contatos. Tenho parentes que são assim, nos vemos muito pouco, mas sempre que nos encontramos, vem este lembrete. Ninguém cobra de ninguém, e ninguém esquece de ninguém.

O problema é que, pelo fato de um ser SER assim, ele vê que todos devam ser assim também, e aí que as coisas se complicam mesmo. E nos irritam também, claro.

AbraZo

Edilson disse...

Nossa que delícia teu espaço.Realmente é maravilhoso poder visitar as pessoas e perceber a diversidade de idéias e posts que criam para os blogs.Eu fico sempre maravilhado em conhecer novos blogs.Adorei vir aqui, virei com mais calma porque ele precisa ser lido com carinho.Linda semana...beijoo.

Cris disse...

Há menos de um mes perdi uma amiga extremamente querida. Cheguei até a fazer um post para ela. Nossa amizade era assim: eu sei que vc existe e a qq momento vc pode ter tudo o que precisar de mim, mas vamos tocando nossas vidas!

Concordo com seu texto, mas discordo por um outro lado...rs

Existem amigos, pessoas queridas que necessitam de um "toque" nosso. Não somos obrigados a ser e agir como eles querem, mas se amamos essas pessoas, podemos sair um poquinho do nosso comportamento habitual e conceitos para fazer quem nos ama se sentirem queridos. Há pessoas que necessitam disso.
Há pessoas que necessitam de um telefonema nosso, mesmo que isso seja um saco e que não queira nos dizer que a amamos. Amamos e pronto, mas para elas, esse telefonema é alimento!

Aprendi uma vez, por um acontecimento, que não me custa deixar de agir de acordo comigo mesma apenas para fazer quem que amo feliz.

É por ai....
Liga, liga, liga....rsrsrsrsr

A vida é tão curta e de repente, vc pode num segundo não ter tempo ou chance de ligar.

beijo pra vc

Dama de Cinzas disse...

Eu penso igual! Não sou de ficar correndo atrás de ninguém, nem de ficar marcando ponto da casa de amigo, nem de ficar pendurada em telefone com amigos. Mas aqueles que são amigos mesmo estão sempre lá, independente de estarmos em contato ou não...

Agoooora... A gente tava conversando sobre isso no msn e eu nem tinha lido completamente esse post. Depois eu volto ao assunto contigo in off... rs

Beijocas

AD disse...

meus melhores amigos sao aqueles que entendem a distancia.

Insana disse...

Esperar pra que vá em busca do que é de seu desejo, se é seu ou não,é outro caso. vá a luta.

Bjs
Insana

paula barros disse...

Ando ultimamente numa fase um tanto "reflexoabusada" e você tem trazido uns temas que me faz achar que estou certíssima nos meus "abusosmania".

bjs

Lobo Cinzento disse...

Viver a mercê não dá... mas virar a cara também acho meio extremo...

Acho que cada um tem que ter a reciprocidade correspondente aos seus atos...

Abraços Robson!

Paulo Braccini disse...

e não é que é assim mesmo? não dou conta ... cada um tem a sua maneira de expressar seus afetos ... tb não sou de ficar ligando, até porque odeio telefone ... mas passo lá qdo dá, qdo quero, mando msg, penso na pessoa, paro na porta e buzino, enfim ...

por favor não me cobrem ... eu faço como sei e como sou capaz ... cada um q siga a sua fórmula ...

é isto

vamos pra Sampa ... Edu vai fazer bolinhos ... nhaaaaaaa

bjux

;-)

Fernanda Huppert disse...

Concordo com você.Muitas pessoas esperam uma reciprocidade.Ninguém é igual ao outro, por isso nossas manifestações de carinho ou agradecimento de algo nem sempre é imediato.Vejo isso muitas vezes no que você escreveu sobre sua amiga e os telefonemas.Amigos e amigas enchem a caixa postal, ou me ligam diariamente, e se não retorno a cobrança é geral, deixando até um mal estar aparente.Se somos amigos , o outro com certeza irá entender o porque de não voltar a ligação, de não ir visita-lo ou qualquer outra coisa que venha acontecer...

Adorei a frase:

Isso só vale para amigos concretos...

Abraço

A. Reiffer disse...

Obrigado, Robson, fico contente com tuas palavras. E contente fiquei também com o blog de clássicos que tu me passaste, ainda não conhecia aquele, muita coisa boa e difícil de encontrar. Valeu! Abração!

Maris Morgenstern disse...

e como é bom saber dos amigos no standby né... reencontrei um amigo desses a pouco tempo... e apesar dos longos anos sem nos encontrarmos, foi como se apenas tivessemos ficado algumas horas sem nos ver.
a verdadeira amizade realmente não conhece o tempo.../
pena q outros amores tbém nao sejam assim né

Michele Moura disse...

"O problema é quando se faz aguardando que o outro responda na mesma frequência."

Essa tua frase poderia bem resumir aquele meu texto sobre a responsabilidade de cada um...
Sei lá, mas, às vezes, me parece que as pessoas se prendem demais a outras pessoas, de maneira que sufocam a vida que existe nelas mesmas: como se fossem incapazes de viver sem o outro...
E o pior é que talvez seja exatamente isso que faz com que as pessoas se percam umas das outras. É um peso grande demais pra qualquer pessoas ser responsável (responsabilizado, melhor dizendo) pela felicidade alheia!

Enfim...
um enorme beijo, meu amigo querido!

Inside Me disse...

amigos assim, melhor não tê-los, gente sanguessuga, desesperada, grudenta, suplicante e que vc tem q levar em banho-maria, tratar como se tivesse pisando em ovos... fala sério, amizade sobrepõe qualquer coisinha dessa estirpe ¬¬'
parabéns pelos seus velhos e fiéis amigos, são jóias q num se encontra em qualquer esquina hj em dia...
abraços.

Luciana P. disse...

Penso igualzinho "ocê" nesse quesito. Deus me livre ter de paparicar alguém pra manter uma amizade. Também se não gosto, nem deixo evoluir, que é pra não me irritar.
Menino, desculpe o sumiço daqui, mas é de lá e de outros blogs também... descobri que há vida lá fora e que é boa, hahahaha...

Beijos!

Daniela Filipini disse...

É. O que importa pra uns não é nada para outros. Ligamos quando sentimos falta, quando precisamos.

Andrea Pagano disse...

Na verdade cada qual tem um comportamento segundo suas experiencias...

Não dá para ficar esperando que as pessoas reajam conforme nós mesmos, cada um tem uma maneira de demonstrar afeto, amizade, raiva...

Sentimentos não são controles remoto para mudarmos na sintonia que nos convém!

Infelizmente...

Bjs e bom feriado a vc e sua familia!

Francisco disse...

No mundo dos blogs, isso também existe. Têm aquelas pessoas que se vc não fizer um comentário, não voltam no seu. Na base do "é dando que se recebe!" Não curto isso.
Não concordo com a Cris sobre a necessidade de ligar com frequencia para dizer que amamos alguém, apesar de que ligo para ela de meia em meia hora...!rsrs
É isso aí, amigão! Autenticidade, sempre!

Aquele abraço!

Bella disse...

Acho que vc escreveu bem sobre duas coisas distintas: Aquelas pessoas que, como vc, não retornam pq não faz seu tipo, mas estão sempre prontas pro que der e vier; E aquelas que te conheceram outro dia e vc já tem que ficar correndo atrás delas. Eu tenho um casal de amigos com quem eu falo pouco, mas volta e meia eu ligo pra els, ou eles me ligam e eu sei que sempre que eu precisar eles estarão comigo. Pra felicidade ou pra dor.
Em compensação, tenho uma "amiga" que era super grudada em mim, foi só ela mudar de namorado e e faculdade que esquece que eu existo, Volta e meia eu ligo pra e ela diz: ah, me liga um dia desss e fica por isso mesmo...

Não dá pra viver a mercê desse tipo de pessoa.

Robson Schneider disse...

Bingo!! Bella

ONG ALERTA disse...

Ter atitude na vida é fundamental...paz.
Abraço Lisette

Branca disse...

Agradar pensando num possível retorno não é legal.
Não precisamos de mil e uma manifestações de carinho pra nos sentirmos queridas, até pq, têm pessoas que adoram esse espetáculo e de sentimento mesmo, não tem nada.
Tenho amigos reais e virtuais, e, mesmo aqueles que vejo/teclo pouco, consigo sentir o carinho quando nos reencontramos, pq ele fica ali, é nosso, e manifesta-se no momento certo. Interessante é o afeto espontâneo, é saber que aquele amigo está ali, quietinho, mas presente.
Eu, particularmente, penso que tudo em excesso enjoa...soa falso.

Ótimo texto! Bom fds pra vc!

Sueli disse...

Robson, despenquei por aqui neste seu espaço e gostei muito do seu jeito de pensar, cara. É isso aí mesmo! Que culpa temos se as pessoas não sabem lidar com suas carências, não é mesmo? Coincidência ou não, estou em viagem e estou vendo daqui o livro que trouxe para ler nas horas vagas: A Cabana. Ainda não comecei, mas parece que vou gostar. Um abraço!

εïз vanessa disse...

modestia as favas, eu também sou uma otima amiga sem ficar ligando!!hauhuahuhau
eu tenho uma amiga de infancia q desde pequenas combinamos que seríamos madrinhas de casamento uma da outra! ha dois anos atrás, faltando alguns meses pro casamento dela, eu "descobri" q era madrinha. A minha memoria as vezes pode ser tao solta que eu tinha esquecido dessa "promessa" de infancia! a gente ja nao se ve tanto mais, nem se liga com frequencia, a gente esquece aniversarios (ok, eu comecei a esquecer.. hauhauah)mas nada disso muda a consideraçao e o carinho q temos uma pela outra. Mes retrasado foi niver dela e eu nao liguei.Mes passado foi o meu e ela nao ligou, mas me mandou uma fotografia nossa no casamento dela, com uma dedicatoria super fofa q soh amizades de verdade podem esperar!
bjoo

SMM disse...

Muito interessante teu blog! Se puder me visite http://sindromemm.blogspot.com

Edu disse...

Queremos post novo!
Queremos post novo!
Queremos post novo! :-)

E-mails também servem. :-D